segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Espumantes brasileiros são eleitos os melhores das Américas

Entre rótulos da Europa e de países produtores de vinhos no continente americano, dois espumantes da vinícola brasileira Miolo foram eleitos o Melhor Espumante das Américas e o Melhor Espumante Rosé das Américas, o que reforça a supremacia e a vocação do Brasil na elaboração de espumantes, consagrando a charmosa região da Serra Gaúcha, no Vale dos Vinhedos (RS), como o terroir de origem de algumas das borbulhas mais premiadas em todo o mundo.
 
A importante premiação dos espumantes Miolo Cuvée Tradition Brut (Melhor Espumante) e o Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé (Melhor Espumante Rosé) aconteceu na 10ª edição do Challenge International Euposia, único concurso do mundo dedicado exclusivamente às borbulhas elaboradas pelo Método Tradicional, com a segunda fermentação do vinho dentro da própria garrafa. Assim são elaborados, por exemplo, os champagnes. A prova reúne alguns dos mais importantes críticos especializados no mundo.
 
É uma conquista expressiva não apenas para a Miolo, mas para o mercado e para a imagem do espumante brasileiro no exterior. Temos realizado um trabalho consistente em mercados internacionais, promovendo, comunicando e divulgando os nossos espumantes, que cada vez mais têm chamado a atenção por sua altíssima qualidade”, comemora Adriano Miolo, superintendente do grupo.
 
O Miolo Cuvée Tradition Brut e o Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé são elaborados em vinhedos próprios da vinícola na Denominação de Origem Vale dos Vinhedos. Versáteis e sofisticados, eles já são assunto no mercado internacional: um lote do Cuvée Tradition Brut acaba de ser retirado de uma cave submersa em mar na França, uma ação inédita para uma empresa brasileira. E um lote do Cuvée Tradition Brut Rosé repousa, neste momento, na mesma cave submersa, de onde será retirado em 2018.
 
“A conquista de títulos tão honrosos acontece em um momento adequado, pois se aproximam as festas de final de ano, quando o mercado de espumantes no Brasil fica bastante aquecido. Premiações como essas são como um guia para o consumidor, que sabe que irá brindar e harmonizar suas ceias com um rótulo de altíssima qualidade atestada pela trajetória da nossa marca e por paladares exigentes e criteriosos”, finaliza Adriano Miolo.
 

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Variedade consolida-se no calendário das feiras de vinhos do Brasil e chega ainda maior em 2017

Em sua segunda edição, a mais expressiva feira de vinhos do Norte/Nordeste chega ainda maior. Este ano, a VARIEDADE acontecerá nos próximos dias 15 e 17 de novembro (quarta a sexta), no RioMar Recife, trazendo novos expositores, além de veteranos, ocupando uma área com cerca de 800 m², no piso L3 do shopping.
O evento reunirá importadores e distribuidores de vinhos, que apresentarão seus produtos ao público, com degustação e explanações. Serão cerca de 200 rótulos de diversas nacionalidades em exposição. Este ano, a expectativa dos organizadores é de receber um público de aproximadamente 500 pessoas durante cada dia da feira.
A feira é direcionada ao público em geral, especialmente os apreciadores de vinhos e aqueles que estão em busca de mais conhecimento sobre a bebida, além de estudantes e profissionais do setor. Estes últimos têm na feira uma boa oportunidade de prospectar e fechar negócios para seus restaurantes, lojas e afins. Durante o evento, todos os produtos demonstrados serão vendidos a preços promocionais. “É uma chance para consumidor conhecer, de fato, os produtos e poder escolher o que mais gostou antes de levar para casa. Além disso, a época da feira é estratégica, pois chega no período que antecede as festas de fim de ano, com ofertas bastante vantajosas para os visitantes”, observa Fabiana Gonçalves, uma das organizadoras do evento.
A programação ainda inclui apresentações de cozinha ao vivo - atividade capitaneada pela Devry/FBV; palestras, sorteios, mesa de frios sob o comando da Perini RioMar e degustação de produtos alimentícios, como queijos e cafés especiais.



HORÁRIOS DA FEIRA

·         15/11/17 (quarta): das 16h às 21h

·         16/11/17 (quinta): das 17h às 22h

·         17/11/17 (sexta): das 17h às 22h


EXPOSITORES CONFIRMADOS:

·         Campo da Serra Queijos Especiais

·         Casa Bebidas

·         Casa Valduga

·         Chandon

·         Dom Vinho

·         Domno Importadora

·         Eletromeq Adegas

·         Jobtotal Importadora

·         Lacomex

·         L'Or Cafés

·         Licínio Dias Importação

·         Nova Casa Planejados

·         Perini RioMar

·         Ridouro Importadora | Quinta Maria Izabel

·         Rio Sol

·         Trinacria Importadora

·         World Wine

·         Zahil Importadora


INGRESSOS:

·         Preços: 1º Lote: R$ 80,00 (até 12/10/17) | 2º Lote: R$ 100

·         Condições especiais: assinantes JC têm 50% de desconto.
·         Vendas no site: variedade.eventbrite.com.br 

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Wine Day celebra com vinhos os 60 anos da Casa dos Frios

O vinho vai ganhar um espaço de destaque dentro das celebrações dos 60 anos da Casa dos Frios. Serão três dias dedicados à bebida, com degustação de mais de cem rótulos de tintos, brancos, rosés, espumantes e fortificados, que estarão disponíveis a preços promocionais. O Wine Day Edição Especial 60 anos da Casa dos Frios acontecerá de 08 a 10 de novembro, na unidade da Rui Barbosa (Graças), das 18h às 22h.
VINHOS DE TODO O MUNDO
Entre os expositores da feira estarão a Licínio Dias Importação, que vem com uma degustação especial dos prestigiados Cavas espanhóis da Freixenet, além dos espumantes portugueses Super Premium Raposeira. Ainda apresentará os vinhos argentinos da Alta Vista e espanhóis da Emilio Moro. Completam a degustação rótulos de produtores portugueses de ponta, como Esporão, Quinta dos Murças, Herdade dos Grous e Dow's.
Também estarão presentes as importadoras Casa Flora e Porto a Porto, com vinhos do Novo e do Velho Mundo, entre eles os franceses de Bordeaux Château Reynon e os argentinos Alfredo Roca; a espanhola Freixenet com os seus prestigiados espumantes Cava e a Inovini, trazendo rótulos como os chilenos da Undurraga, os alemães da Dr. Loosen, os argentinos Doña Paula e os inusitados israelenses Yarden.
A Zahil marcará presença com preciosidades como o libanês Château Kefraya, uruguaios da Bodegas Carrau, os portugueses da Casa Ferreirinha e Herdade do Peso e os argentinos Rutini e Salentein. Já a Barrinhas traz os diferenciados portugueses da Herdade da Malhadinha Nova e da tradicional Real Companhia Velha, assim como os vinhos verdes da Adega de Monção e os chilenos da Viña Indomita.
A degustação ainda inclui uma boa mostra dos premiados espumantes brasileiros Casa Valduga e vinhos importados da Domno, como os chilenos Yali e os argentinos Vistalba. A WineBrands e a Berkmann exibirão uma seleção variada de rótulos, como os italianos Visconti della Rocca, os chilenos Haras de Pirque, os argentinos Ricitelli, os sul-africanos Niel Joubert e os norte-americanos Lost Angel. A Ridouro vem com uma bela seleção de portugueses da Quinta Maria Izabel, do Douro.
Também estarão presentes os brasileiros da Don Guerino e uma seleção especial de rótulos de importação própria da Casa dos Frios, que em homenagem aos 60 anos da empresa, vai caprichar com vinhos franceses das regiões da Borgonha e Bordeaux, além de portugueses e espanhóis de pequenas produções.
EXTRAS
Quem participar do Wine Day vai poder desfrutar de mesas de frios com o padrão de qualidade da casa, além de ter a oportunidade de levar para casa os rótulos que estarão em exposição, a preços promocionais. Aliás, o ingresso já inclui um bônus de R$ 60 para a compra de vinhos durante o evento.
INGRESSOS
Os ingressos para o Wine Day (1º lote) custam R$ 120 por dia de evento, dos quais R$ 60 poderão ser revertidos em compras de vinhos no local. As vendas estão sendo realizadas nas unidades da Casa dos Frios das Graças, de Boa Viagem  e do RioMar Shopping (Wine Bar Casa dos Frios). Vagas limitadas.
WINE DAY | EDIÇÃO ESPECIAL 60 ANOS CASA DOS FRIOS
Quando: 08, 09 e 10 de novembro de 2017
Horário: Das 18h às 22h.
Onde: Casa dos Frios Rui Barbosa (Graças, Recife)
Ingressos: R$ 120 para cada dia do evento (1º lote), dos quais R$ 60 poderão ser revertidos em compras de vinhos.
Vendas: Casa dos Frios das Graças, Boa Viagem  e RioMar Shopping (Wine Bar Casa dos Frios)
Mais informações: (81) 2125-0000 | 2125-0231

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Tellus Syrah 2015

Mais um rótulo interessante da Winebrands que tivemos oportunidade de degustar. Garrafa e rótulos diferentes. Tellus é a deusa romana da terra e garrafa desse vinho foi inspirada nas antigas garrafas do império romano. Seu rótulo foi criado em 2009. É na verdade o quadro ganhador de um concurso com artistas no Castel Sant'Angelo, em Roma, para a criação daquele que seria o novo rótulo do vinho. Trata-se de um Syrah 100%, que passa 5 meses em barricas de carvalho de segundo uso. Quando degustado apresentou cor rubi violáceo. Nos aromas foi possível perceber frutas escuras, toque floral sutil, pimenta do reino, madeira bem integrada. Na boca mostrou bom corpo, acidez média (+), e taninos marcados, ainda com certa adstringência. Vai melhor com o tempo, certamente.
País: Itália
Região:Toscana
Uva/Corte: Syrah 
Teor alcoólico: 14,0%
Preço: R$ 113,00
Degustado em: 03 de junho de 2016  
Link: Falesco

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Miolo retira do mar o primeiro lote de espumante brasileiro envelhecido em cave submersa

A vinícola Miolo anuncia a retirada histórica do primeiro lote de um espumante brasileiro envelhecido em cave submersa. A empresa é a primeira e única do Brasil a utilizar o método.
 
A operação foi realizada no dia 12 de outubro, 12 meses após a imersão das garrafas do espumante Miolo Cuvée Brut no mar da região de Bretagne, na França. Os rótulos vão chegar aos mercados brasileiro e europeu ainda este ano, em edição especial e limitada.
 
“No Brasil e na Europa há grandes expectativas em relação à retirada das garrafas do mar. Estamos nos aproximando do final do ano, um momento expressivo para as vendas de espumantes e, sem dúvida, apreciadores e colecionadores vão querer ter em suas adegas e comemorações o primeiro produto brasileiro envelhecido em cave submersa”, comemora Adriano Miolo, superintendente do grupo.
 
Estrategicamente mergulhadas na ilha de Ouessant, na região conhecida como Baie du Stiff, as garrafas do Miolo Cuvée Tradition Brut foram mantidas em contato com as temperaturas do mar (entre 11 e 13 °C). A cave submarina cria condições ideais para o envelhecimento de vinhos: escuridão, umidade total, temperatura e pressão constante.
 
De acordo com Adriano, os efeitos da conservação dos espumantes no fundo do mar são observados em testes laboratoriais e degustações. Um rótulo submerso apresenta até 10 vezes mais compostos moleculares do que o envelhecido aos moldes tradicionais; esses compostos são responsáveis pela formação dos aromas e da complexidade da bebida. Em provas às cegas, os resultados indicam a qualidade do método: os espumantes apresentam sabor mais rico e floral, complexidade, frescor e apuradas notas de manteiga e castanha.
 
Novos lotes em 2018
 
Em 2018 será possível apreciar os resultados do envelhecimento de outro espumante Miolo em cave submersa: o Miolo Cuvée Tradition Brut Rosé, em edição ainda mais limitada. Um pequeno lote do produto repousa no mar de Bretagne desde junho deste ano e deve permanecer ali durante 12 meses. Um segundo lote do Miolo Cuvée Tradition Brut também foi submerso em junho e chega ao mercado no ano que vem.
 
Os rótulos da linha Miolo Cuvée Tradition são elaborados no Vale dos Vinhedos (RS) com uvas Chardonnay e Pinot Noir pelo Método Tradicional, com fermentação na própria garrafa; o processo é o mesmo utilizado pelas maisons francesas para a elaboração do Champagne.
 

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Continuando o tour pela Serra Gaúcha IV - Vinícola Geisse, uma experiência muito além das borbulhas


Sabemos que hedonismo como teoria filosófica grega por si só não se sustenta, mas experiências hedonísticas agregam muita felicidade ao indivíduo, aqui estamos tratando de uma experiência enoturista de excelência que deve se fazer sem pressa.
 
A Vinícola Geisse fica incrustada no distrito de Pinto Bandeira a uns 40 quilômetros do centro de Bento Gonçalves e foi fundada pelo engenheiro agrônomo e enólogo Mario Geisse, chileno, em 1979, contratado para implantar projeto para a Moët & Chandon do Brasil, ele descobriu esse terroir para a produção de espumantes de qualidade. Iniciou seus trabalhos de qual seria o local mais apropriado para plantar seus vinhedos, escolhendo a região de Pinto Bandeira, mais tarde descobriu que não estava errado, solo basáltico com boa drenagem.

Foi pioneiro na região no método de produção por espaldeiras altas, com produções menores, primando pela qualidade do produto, mais exposição solar, e menos propensão a intempéres climativas da região como precipitações, granizo e ventanias que atingiam o método anterior realizado na região chamado de “latada”, voltado a produção massiva de vinhos de mesa.

Nos espumantes, foi pioneiro também em somente produzir espumantes em método tradicional ou “champenoise”. Ele dispõe basicamente quatro linhas de espumantes, o de entrada, chamado Cave Amadeu (Brut e Rosé) com 12 meses de guarda; o Cave Geisse (Nature, Brut e Rosé) com 24 meses de guarda, e os Blancs (Blanc de blanc, Blanc de Noir e Extra Brut) com 30 meses de guarda, e por fim, a linha Terroir, que seriam os espumantes top da casa, tendo o Terroir Nature e o Terroir Brut Rosé. Incansável, o produtor ainda começou a investir na produção de uma linha de tintos chamada Mario Geisse para fins de experiência, e como se trata de um chileno, nada mais pertinente do que as castas Carménere e Cabernet Sauvignon para a produção de seus varietais.


Mas a referida vinícola acertou mesmo quando, a partir da administração de um de seus filhos, resolveu investir em atividades enoturísticas distintas da tradicional visita e degustação de alguns rótulos, e passou a abrir o horizonte para brindar o turista além dos já afamados espumantes, de experiências distintas na própria vinícola.

A primeira delas é o Open Lounge, um food truck com estrutura de apoio localizado nos jardins em frente a vinícola que oferece pequenos lanches harmonizados com seus melhores espumantes, serve demais para grupos de turistas que fizeram a visita e tem interesse em desfrutar um final de tarde petiscando e bebericando borbulhantes em uma das propriedades mais bonitas da região.
 

A propriedade possui  também dentro dela uma área de preservação permanente, mais precisamente, uma mata ciliar fechada com riacho e cachoeiras, assim foi bolado um passeio 4x4 off-road com duração de 1h30min chamado de “Geisse Experience” que leva o turista a conhecer seus vinhedos e seus arredores, acompanhado de um guia que explica a história da vinícola, da propriedade e dá detalhes de forma descompromissada e descontraída de como a Geisse chegou ao nível de excelência na produção de espumantes nacionais. Existem duas paradas obrigatórias no passeio em espaços especialmente estratégicos e preparados para os brindes, o primeiro deles se dá no meio do riacho que corta a propriedade e logo acima possui um cachoeira em que provamos o Cave Geisse Brut Rosé, bem refrescante e delicado. 

Logo em seguida, seguimos no meio dos vinhedos, cruzando os parreirais e chegando a parte mais alta da propriedade em que possui um mausoléu, um heliponto e uma base de apoio para o segundo brinde que foi com o espumante mais vendido da Vinícola - o Cave Geisse Brut, sem dúvida, o espumante é muito consistente, perlagem longa, aromas de panificação, brioche, manteiga e na boca, de acidez moderada e retrogosto que repete os aromas com muito frescor e acidez no ponto ideal, perfeito para o pôr-do-sol que estava a surgir no horizonte e em meio aos vinhedos.

Grande experiência, grandes espumantes, belíssimas paisagens e a certeza de que acertaram na dose ao aliar o que a vinícola produz de melhor – seus espumantes - com o que possui de belezas naturais.

Texto de autoria de Serpa Júnior